Siga o observatório nas redes socias!!!

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

ALERTA PARA O AGRAVAMENTO DA CRISE HÍDRICA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO EM 2016

O atual cenário requer urgência em medidas para minimizar os efeitos da estiagem 


Açude de Epitácio Pessoa - Responsável por abastecer
 o município de Campina Grande - PB
 - Foto : Talita Araújo
Não é de hoje que  a população do semiárido brasileiro vem sofrendo com os longos períodos de estiagem, e para piorar este cenário as noticias para o próximo ano não são das melhores. Nos últimos anos, os reservatórios que abastecem cerca de 24 milhões de pessoas não conseguiram atingir um nível satisfatório de recarga e para somar a este fator as políticas de gestão dos recursos hídricos se mostraram ineficientes  tendo em vista a grave situação que se abatera sob esta região.

Para a maioria dos meteorologistas esse é o período mais critico registrado nos últimos 50 anos e para completar, um relatório divulgado no dia 18 de novembro pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) aponta para um cenário de poucas chuvas na região Nordeste entre fevereiro e maio de 2016, o que deve agravar ainda mais os impactos da seca que atinge a região.
Hoje, 01 de dezembro de 2015 o Instituto Nacional do Semiárido (INSA/MCTI) divulgou o 11 boletim de Monitoramento dos Reservatórios da Região Semiárida, onde constatou-se que o volume hídrico armazenado nos reservatórios na região é de apenas 24 % da capacidade total de acumulação. Em todo o Semiárido 54% dos reservatórios estão em colapso ou em estado crítico. Os pesquisadores do Insa acompanham o monitoramento de 452 reservatórios do Semiárido brasileiro, que totalizam uma capacidade máxima de armazenamento de  40,25 bilhões de metros cúbicos de água.
No semiárido apenas 11% dos reservatórios monitorados encontram-se com o volume de água acima dos 50% da capacidade de armazenamento. Para se ter ideia da grave situação da estiagem, o açude Epitácio Pessoa localizado no Município de Boqueirão-PB tem capacidade Máxima de 411.686.287 m³  e abastece Campina Grande no Agreste da Paraíba - 405.072 hab.(IBGE,2015) - e mais 18 municípios encontra-se com 13,5% de sua capacidade. De acordo com a publicação do INSA por conta da situação de emergência, faz-se necessário desenvolver estratégias e inovações tecnológicas para diminuir os impactos da baixa disponibilidade hídrica no Nordeste. A gestão eficiente das águas surge como peça fundamental para resolver o problema em questão.


Açude de Epitácio Pessoa - Responsável por abastecer 
o município de Campina Grande - PB - Foto: Talita Araújo

Açude de Epitácio Pessoa - Responsável por abastecer
 o município de Campina Grande - PB Foto: Talita Araújo

Para ter acesso a publicação completa do INSA visite : INSTITUTO NACIONAL DO SEMIÁRIDO
­­­­­­­­­­­­­_______________________________
Postado por Ronaldo Oliveira
Créditos das imagens Talita Araújo, 2015
Fontes consultadas
IBGE 2015



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.