Siga o observatório nas redes socias!!!

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

A seca assusta enquanto os “rios voadores” da Amazônia desaparecem

A seca que atinge a região Sudeste do Brasil mais precisamente São Paulo, metrópole gigante da América do Sul, acredita-se ser causada pela ausência dos "rios voadores" - as nuvens de vapor da Amazônia, que normalmente trazem chuva para o centro e sul do Brasil.
Alguns cientistas brasileiros dizem que a falta de chuva que secou rios e reservatórios na região central e sudeste do Brasil não é apenas um capricho da natureza, mas uma mudança provocada por uma combinação de desmatamento contínuo da Amazônia eo aquecimento global.
Esta combinação, dizem eles, é a redução do papel da floresta amazônica como uma "bomba de água" gigante, liberando bilhões de litros de umidade das árvores para o ar na forma de vapor.

José Marengo, meteorologista membro do Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima , primeiro cunhou a frase " rios voadores "para descrever esses grandes volumes de vapor que sobem da floresta, a oeste de viagem, e então - bloqueadas pela Cordilheira dos Andes - virar para o sul.
As imagens de satélite do Centro de Previsão de Tempo e Pesquisa Climática do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mostram claramente que, durante janeiro e fevereiro deste ano, os rios voadores não conseguiram chegar, ao contrário dos cinco anos anteriores.
O desmatamento em todo o Brasil atingiu proporções alarmantes: 22% da floresta amazônica (uma área maior do que Portugal, Itália e Alemanha juntas), 47% do Cerrado no Brasil Central, e 91,5% da mata atlântica que é utilizado para cobrir toda a comprimento da zona costeira.
Os últimos números do Deter , o sistema de detecção de desmatamento em tempo real baseado em imagens de satélite de alta frequência utilizadas pelo INPE, mostram que, depois de cair por dois anos, o desmatamento na Amazônia voltou a subir em 10% entre agosto de 2013 e julho de 2014 A floresta está sendo desmatada para exploração madeireira e agricultura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.