Siga o observatório nas redes socias!!!

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Brasil precisa monitorar mudanças climáticas

O Brasil precisa monitorar e prever o impacto das mudanças climáticas do planeta em suas atividades econômicas, na população e no ambiente. A meta foi apresentada pelo secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Carlos Nobre, durante workshop em Brasília, semana passada.

Veja as projeções até o fim do século. Foto: Arte O DIA

“Consideramos central para o planejamento e as estratégias de desenvolvimento sustentável do Brasil termos conhecimento muito apurado sobre como as mudanças climáticas estão impactando e irão impactar a economia, a sociedade e o ambiente, com ênfase na nossa biodiversidade”, afirmou. 
Como exemplo de problemas que precisam ser monitorados, Nobre citou o caso das savanas tropicais do Brasil Central, onde há aumento considerável de incêndios por ação humana de agosto a outubro, período de seca. “Isso perturba muito o ambiente biológico do Cerrado. Os impactos são muito grandes na biodiversidade e a fumaça também gera problema de saúde pública”, alertou. 
Ele também exemplifica com as chuvas na cidade de São Paulo, que estão entre 30% a 35% maiores do que cem anos atrás. “Essa é uma mudança climática de origem local, uma ilha urbana de calor. O atual cenário agrava a questão dos desastres naturais numa região por onde transitam 20 milhões de pessoas”. Sobre a origem global, Nobre cita o 5º Relatório do IPCC (Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), publicado em 2013 e 2014. “O documento sugere, com forte embasamento científico, que a alternância de secas e inundações na Amazônia na última década já seria um resultado das mudanças climáticas globais”, disse. 
O workhop ‘Desafios para o Monitoramento e a Observação dos Impactos de Mudanças Climáticas’, na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, foi parte do projeto Diálogos Setoriais entre Brasil e União Europeia, com organização do ministério e apoio da Embaixada Britânica.
Bioma requer mais atenção
Na Cúpula do Clima da ONU, semana passada, em Nova York, a presidenta Dilma Rousseff destacou que entre as medidas adotadas pelo Brasil para diminuir as emissões de gases do aquecimento global está o combate ao desmatamento, “não só na Amazônia, mas também no Cerrado”. 

Fonte:ODIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.