Siga o observatório nas redes socias!!!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Plantas brasileiras que correm o risco de extinção


Orquídea: maior número de espécies na categoria ‘vulneráveis’, segundo o Livro Vermelho da Flora
Foto:  Divulgação

Estudo mostra que estão ameaçadas cinco vezes mais espécies da flora do que se imaginava

Como sabemos o Brasil possui uma das floras mais ricas do mundo, mas sem o devido cuidado ela pode entrar em extinção definitivamente. O número de espécies de plantas prestes a desaparecer no Brasil é cinco vezes superior à previsão oficial atual, alertam especialistas. Com isso, muitos avanços para a sociedade — como, por exemplo, remédios para doenças graves que poderiam ser descobertos a partir da flora — simplesmente jamais vão acontecer. Segundo o estudo, há pelo menos 2.118 espécies brasileiras com chances de sumir para sempre no país mais verde da América Latina.
De acordo com o Eco debate, o ritmo da extinção é muito mais rápido do que o da ciência para identificar e descobrir novas espécies. Especialistas calculam que ainda se desconhece entre 10% e 20% das angiospermas (plantas com flores e frutos). Em contraste, a taxa de extinção é atualmente mil vezes maior do que o nível registrado historicamente, dize o livro. 
Além disso, até 2012 apenas 14.500 espécies globais tinham sido incluídas na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). Parcialmente financiado pelo Banco Mundial e pelo Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês), o livro brasileiro abrange quatro anos de estudos e analisa 4.619 espécies, cerca de 10% das plantas do Brasil. 

Obras sem sustentabilidade e incêndios são perigos 

As atividades que colocam mais a flora brasileira em risco, segundo os pesquisadores, são as práticas insustentáveis na agricultura e na construção — principalmente projetos de infraestrutura. Também são nocivos os incêndios provocados pelo homem. Juntos, esses fatores representam quase 88% das ameaças registradas no livro, decorrências da degradação dos habitats. 
As plantas da família das bromélias estão criticamente em perigo, seguidas das orquídeas, girassóis e margaridas, segundo a publicação. Ainda de acordo com o ‘Livro Vermelho da Flora do Brasil’, a maior parte das plantas brasileiras ameaçadas está na região Sudeste, em estados como Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Os biomas que mais concentram o perigo de extinção da flora são a Mata Atlântica e o Cerrado. Em seguida, vêm a Caatinga, os Pampas e a Amazônia.
O Brasil concentra quase 15% da diversidade de plantas do mundo, com cerca de 44 mil espécies já catalogadas, além das milhares de desconhecidas. A publicação teve a participação de duzentos especialistas — tanto brasileiros como de outros países.
Fonte: O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.